Nefrectomia

 

 

 

O procedimento cirúrgico para retirada do rim é chamado de nefrectomia e costuma ser indicado para o tratamento de pacientes com carcinoma de células renais. As outras indicações são para quem sofre de rim não funcional, da doença de rim pequeno congênito e para quem deseja doar o órgão a alguém que necessita de um transplante renal.

Os casos de carcinoma geralmente são graves e podem levar ao óbito, pois se trata de um tumor que atinge a região dos rins e tem a capacidade de se espalhar por outros órgãos. A nefrectomia remove o tumor e inicia o processo de estadiamento da doença, além de indicar se a retirada deverá ser parcial (quando se remove apenas o carcinoma com parte do tecido) renal adjacente ou radical (quando ocorre a remoção de todo o rim).